A emoção é inimiga do dinheiro: invista com racionalidade e obtenha lucros excepcionais - 1ª ed.

Quando o assunto é dinheiro e investimentos, a emoção fica à flor da pele; porém, ela pode ser a maior inimiga do lucro. Ao contrário do que se pensa, a emoção não vem do coração, mas do cérebro, mais precisamente do cérebro reptiliano. E este exerce influências poderosas, muitas vezes inconscientes, no comportamento humano, o que pode causar estragos nas finanças. Burnham, doutor em economia empresarial por Harvard, mostra como driblar a influência dos instintos primitivos, lucrar com seus investimentos, evitar os erros mais comuns e sempre prosperar nos negócios.

Ruim

Mostra e-mail?

Segurança

Digite os caracteres da imagem acima: