A pós-graduação e a evolução da produção científica brasileira - 1ª ed.

Hoje, no Brasil, há cerca de 28 mil grupos de pesquisa com 129 mil pesquisadores trabalhando em 452 instituições. A produção científica nacional passa por um período de crescimento notável de publicações de artigos e projetos de pesquisa, acompanhado pelo aumento da oferta de programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado). A consolidação dos resultados positivos se deve a uma série de ações desenvolvidas conjuntamente pelas agências federais Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) (ambos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) e parcerias com fundações estatais, cujos avanços são objeto de estudo desta publicação. Subsídios institucionais e bolsas de estudo para apoio a programas de pós-graduação, o apoio a projetos de pesquisa em áreas estratégicas carentes de recursos científicos, a validação de cursos de pós-graduação e o acesso e divulgação da produção científica são alguns dos feitos da Capes, em atividade desde a década de 1950. O livro conta a história da pós-graduação desde a fundação da Capes, passando pelos indicadores de evolução da participação da comunidade científica brasileira no âmbito nacional e internacional. Além disso, um consistente referencial teórico e dados estatísticos embasam alguns levantamentos feitos sobre a participação de cada área de conhecimento no cenário de pesquisa brasileira e mundial e os benefícios decorrentes da criação do Portal de Periódicos da Capes, importante mecanismo para o apoio bibliográfico dos pesquisadores.

Bom

Mostra e-mail?

Segurança

Digite os caracteres da imagem acima: