Desacelere: ouse diminuir o ritmo e viva melhor - 1ª ed.

O que existe em comum entre as lasanhas de "carne bovina" feitas à base de carne de cavalo, os suicídios em empresas e a crise do subprime? Esses três escândalos são testemunhos de um mundo que, de tanto procurar lucros imediatos, leva consumidores, funcionários ou investidores a uma corrida insana pelos circuitos industriais globalizados de uma complexidade kafkiana. O ser humano hoje está tão desconectado dos ritmos naturais quanto do ambiente que o circunda. Críticos diante dessa aceleração tóxica, os movimentos Slow seduzem cada vez mais adeptos pelo mundo. O que eles propõem? Empregar o tempo de maneira mais autêntica, mas também constatar que o prazer não nasce da acumulação desordenada que há décadas nos vendem como progresso. Esta obra convida a descobrir de forma global boa parte desses movimentos que são defensores de uma moderação feliz e sustentável. Desde o primeiro deles, o renomeado Slow Food, até o Slow Sex!

Bom

Mostra e-mail?

Segurança

Digite os caracteres da imagem acima: